Ácidos Gordos essenciais à saúde

As gorduras costumam ser consideradas prejudiciais à saúde, associamos logo o seu consumo ao aumento de colesterol no sangue e ao aparecimento de doenças cardiovasculares, a primeira causa de morte no nosso país. Contudo, também são necessárias, por fornecerem ácidos gordos essenciais e conterem ainda as chamadas vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). As gorduras nefastas para a saúde são as chamadas gorduras saturadas, presentes nas carnes vermelhas, na manteiga, nos lacticínios gordos, etc. Estas gorduras são, em parte, responsáveis pelo desenvolvimento de doenças cardiovasculares (enfarte do miocárdio, angina de peito, etc.). Os ácidos gordos insaturados, pelo contrário, são essenciais para o bom funcionamento do organismo. Estes encontram-se sobretudo no peixe (salmão, sardinha, atum), no azeite e outros óleos vegetais. Neste grupo de gorduras saudáveis, distinguem-se os chamados ómega 3, 6 e 9.

  • Ómega 9

São ácidos gordos insaturados simples. Reduzem ligeiramente o mau colesterol e mantêm o nível de bom colesterol (HDL). O mais conhecido é o ácido oleico, presente no azeite.

  • Ómega 6

São ácidos gordos insaturados complexos. Encontram-se na maioria dos óleos vegetais (de girassol ou de milho) e seus derivados, como as margarinas. As nozes, as amêndoas e os cereais também são ricos neste tipo de ácidos gordos. Têm um efeito benéfico ao nível da pele, do colesterol e do sangue.

  • Ómega 3

Existem três categorias principais: o ácido alfa linolénico (ALA), o ácido eicosapentaenóico (EPA) e o ácido docosahexaenóico (DHA). O ácido gordo ALA é dito essencial. Ou seja, o nosso organismo não consegue produzi-lo. Assim, a única forma de suprirmos as nossas necessidades neste ácido gordo é através da alimentação. Os ácidos gordos EPA e DHA são sintetizados pelo organismo a partir do ALA. O tipo de alimentação ocidental não garante ao organismo níveis suficientes destes ácidos gordos. Estima-se que, no máximo, apenas 10% do ALA é transformado em EPA e DHA.

Efeitos dos ácidos gordos na sua saúde:

• Os benefícios dos ómega 3 na prevenção de doenças cardiovasculares já foram comprovados por várias investigações. Os ómega 3 reduzem os níveis de gordura no sangue (nomeadamente dos triglicéridos) e agem ao nível do ritmo cardíaco. Previnem a formação de placas de aterosclerose responsáveis pelo entupimento progressivo de artérias e asseguram uma maior elasticidade das paredes das veias.

• Os ómega 3 são também essenciais para o desenvolvimento e bom funcionamento do cérebro. Desempenham um papel importante na memória, concentração e faculdades de aprendizagem. Estudos sugerem que as carências poderão ser um dos fatores na origem de problemas psicológicos e comportamentais, como hiperatividade, dislexia ou autismo. Mas são necessárias mais investigações.

 Estudo Deco proteste – Alimentos ricos em ómega 3 mas caros

This entry was posted in Alimentos, Doenças, Nutrição and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>